Select Page

Olá, olá, olá!

 

Venho refletindo ao longo das últimas semanas se o que compartilho através da escrita tem feito algum sentido para você.

 

Então, decidi que este texto tem o objetivo de me aproximar ainda mais, sabe?

 

Vou contar sobre uma passagem desafiadora da minha vida, e como isso impactou no contexto geral.

 

Em 2014, após uma separação traumática, regada de muito stress e desafios, descobri que estava com um câncer. Sabe, naquele momento, montanhas desabaram na minha frente, vi o filme da minha vida passar em alguns minutos, e veio a pergunta : ESTÁ VALENDO A PENA?

 

E para aquele momento específico a resposta foi, no mínimo, duvidosa – será que minhas escolhas estão valendo a pena? Será que todo meu esforço em ser boa filha, boa profissional, boa amiga, tem realmente me levado ao meu melhor?

Será que tudo que venho fazendo da minha vida tem realmente contribuído para ser a melhor pessoa que posso Ser?

 

 

A dúvida pairou – mas também apareceu uma ponta de esperança de poder viver aquela situação da melhor forma que eu podia – um dia de cada vez, uma demanda de cada vez, muita gratidão, poder contar com o apoio das pessoas, a certeza do encontro de novos aprendizados, mas principalmente, uma confiança que transpunha todas as barreiras (e olha que não foram poucas).

 

Ali, pude lidar de perto com aquilo que chamam de fé – uma força transcendente, iluminada, que faz você seguir para a direção certa. Incrível.

 

Alguns anos se passaram, e num determinado momento, fui de encontro a um misto de dúvidas, incertezas, inseguranças que começaram a reinar em minha vida. De certa forma, me entreguei a este cenário sem perceber, de fato, o quanto estava mergulhando, dia após dia, na dor e na angústia.

 

Quando dei por mim, em um momento de insight, lucidez e percepção de que estava no caminho errado, voltei a me conectar com aquele experiência riquíssima que me agregou muita sabedoria, e ali, mudei minhas atitudes, criando um novo espaço de vida.

 

Agora você deve estar se perguntando: mas o que tudo isto tem a ver com meu projeto, meu negócio?

 

Te digo, sem receita de bolo (rsrs) que tem sim, muito a ver: cada experiência que vivemos nos leva a criar espaços que podem ser acessados sempre que quisermos – basta ter a percepção e clareza de que estão por lá. Ou seja, basta ter consciência destas qualidades.

 

E eu acredito fielmente que para podermos empreender, é preciso ter muita clareza das nossas qualidades, e daquilo que podemos de fato entregar ao nosso negócio.

 

Neste caso específico, a temática é que, a maioria das vezes que passo por desafios no negócio, que me levam a uma vontade de desistir, deixar para lá, eu volto neste espaço e procuro repetir os passos para me conectar com esta fé que um dia já vivi.

 

E assim, a ideia é que você crie cada vez mais consciência do seu potencial, do seu melhor, para que, sempre que necessário, você siga em direção a este lugar que um dia você já ocupou.

 

E com tudo isto, espero ter criado para você a reflexão dos possíveis espaços que você já experimentou. Criando assim, um espaço para se aproximar mais de suas demandas, seus anseios, desejos e potencialidades.

 

Vamos em frente, rumo ao melhor lugar que podemos estar.

 

Se quiser, escreva para mim, irei adorar te acompanhar nesta jornada.

 

Com carinho,

 

Pi Mora

Idealizadora do Profissão 360, gestora de um negócio familiar, é economista Pós-graduada em Consultoria de Carreira e também com cursos de Constelações Sistêmicas, Transpessoal e outros.

Buscadora por natureza, apaixonada pelas curiosidades da vida.

 

Receba o ebook "O NASCIMENTO DO EMPREENDEDOR"

Autoconhecimento e um planejamento integral para sua jornada empreendedora.



Seu email foi cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest

Share This